Revolução Molecular - Félix Guattari

Uma coleção de textos de Guattari selecionados por Suely Rolnik que, em si, trás a ideia da "Revolução Molecular": uma revolução que se faz todo dia, nas pequenas coisas, procurando agir de modo não fascista cada um consigo mesmo e com aqueles que estão próximos. Inventar formas de viver o próprio desejo, não se deixando capturar e controlar. Não uma grande revolução, que porá fim aos problemas e criará uma nova realidade, mas pequenas revoluções permanentes, que vão produzindo novos fluxos de desejo e de ações, novas possibilidades de ser, de sentir, de pensar, de agir. Esse seria um caminho possível para construir laços sociais que não nos deixem no isolamento, presas fáceis para um novo totalitarismo.
Mime pdf
6 MB, Portable Document Format (.pdf)
Updated by Marcus 2017-09-25
   

Índice

  • Prefácio
  • I – REVOLUÇÃO MOLECULAR POR TODA PARTE
    • Somos todos grupelhos
    • As lutas do desejo e a psicanálise
    • Devir mulher
    • Três milhões de perversos no banco dos réus
    • Cheguei até a encontrar travestis felizes
    • Gangues em Nova Iorque
    • As creches e a iniciação
    • Milhões e milhões de Alices no ar
    • Devir criança, malandro, bicha
    • A autonomia possível
  • II – DA ANÁLISE INSTITUCIONAL À ESQUIZOANÁLISE: NA TRILHA DA MUTAÇÃO
    • O fim dos fetichismos
    • A transversalidade
    • Mary Barnes ou o Édipo antipsiquiátrico
    • A trama da rede
    • Antipsiquiatria e antipsicanálise
    • Pistas para uma esquizoanálise – os oito princípios
    • Telegrama – máquina I
  • III – DESCARTÁVEIS TEÓRICOS
    • O amor de Swann como colapso semiótico
    • Falação em torno de velhas estruturas e novos sistemas
    • O inconsciente maquínico e a revolução molecular
    • Micropolítica do fascismo
    • O capital como integral das formações de poder
    • O capitalismo mundial integrado e a revolução molecular
    • Telegrama -máquina II
    • Referências dos artigos apresentados
    • Índice de siglas