Lengen - Manual da Arquitetura Descalça

PRÓLOGO DESTA VERSÃO: Quando começamos a preparar esta edição, percebemos que várias das figuras originais apresentavam um viés claramente sexista. Nas cenas em que apareciam pessoas, a maioria absoluta era composta por homens. Eles apareciam, grande parte das vezes, construindo coisas e realizando trabalho braçal, mas também apareciam planejando, organizando ferramentas, fazendo medições e interagindo e colaborando com outros homens. As mulheres, porém, raramente eram representadas fora de casa e sempre estavam sozinhas ou na companhia de crianças. Os trabalhos que executavam - lavar, cozinhar, cuidar de crianças - não correspondiam a uma representação gráfica das atividades que o livro propunha, como no caso dos homens, mas funcionavam meramente como composição do ambiente que se pretendia ilustrar. Em outras palavras, as mulheres de Van Lengen não servem para mais que uma figura de cena, utilizadas como objetos componentes do conceito de "cozinha" ou "família". Diante disso, resolvemos adaptar e redesenhar parte dessas figuras, a fim de desfazer o viés sexista aqui apresentado. Algumas vezes isso significou simplesmente inverter os papéis tradicionais de mulher/homem, enquanto que, em outras, tentamos confundir a representação - e posterior identificação - binária de gênero. Por mais que no assunto que esse livro trata, tanto antes quanto depois das modificações, não haja enfoque especial na discussão de gênero, entendemos que essa questão está presente em todos os âmbitos da vida humana, devendo, portanto, ser percebida e abordada em todos eles.
Lengen+manual+da+arquitetura+descal%c3%a7a large
356 MB, Portable Document Format (.pdf)
Preview: small, medium, large
Updated by anarcogeoagro 2013-10-17
 

que bacana! sensacional..

 
 

Achei maravilhosa a proposta, mas acho que vale a pena conhecer o Iohan Van Lengen enquanto ele ainda esta vivo e falar sobre isso com ele, acho provável que ele ate mude a edição. O que eu tinha entendido é que as figuras que ele colocou representavam ele próprio.

 
 

Tem várias pessoas representadas lá: figuras de homens, mulheres, crianças…
Tudo bem ele se colocar nesses papeis para ele mesmo, mas as representações acabam sendo interpretadas pelos outrxs.
Aí, toda vez que aparece uma mulher no livro ela está dentro de casa, olhando pela janela, etc. Foda, né?
Se tiveres contato com Lengen, propõe para ele. Seria legal mesmo. Eu não o conheço.

 
   

Ok, vou dar esse alô, ele é um coroinha de mais de 70 que mora em Bom Jardim, RJ. ele vive no TIBÀ, um espaço onde rolam uns cursos sobre bioconstrução e agrofloresta.